sábado, novembro 11, 2017

Relatório do cidadão Eduardo


Hoje, sai para pagar as contas, todas as contas. Tomei café com o David e pessoal da imobiliária. Irmã baixou aqui de visita. Fiz compras no mercado, coca, frios. Pão quente para todos, para as visitas. Airton passou aqui, com roupas para bater na máquina. Big segue tendo que ser paparicado para comer. Assisto Stranger Things. Reouço aquele primeiro dvd de Maria Rita e canto junto. Anteontem limpeza geral da casa. Mauro. Tudo bem e tudo em ordem. Baixo milhoes de ebooks em formato .epub, .mobi e .pdf. Converto. Mensagens por whattsapp. Notícias trágicas na política, de afundamento pleno do país. Faço militância pró-esquerda até em caixa de supermercado. Cozinho para mim. Como demais. Depois reclamo. Dente dói, tomo antiflamatório e dipirona. Empurrar com a super barriga até quando? Dois cursos para faculdade de Direito aceitos para janeiro. Cursos no Maximize, no fim. Comprei livro de Jogo dos sete erros e dos Labirintos para meu pequeno sobrinho Vittorino. Baixei jogo sensacional, Cuphead e instalei, para jogar com Pedrerico. Converso com Lucas (tristonho) no Whatts. Leio Clarice Lispector, Alice Munro, Machado de Assis. Fui entrevistado pela Record para falar da redação do vestibular. Apaixonado por todos meus alunos. Gabriel vai bem, e sumiu de casa. Solange em viagem, fico com o dever de aguar as plantas. Converço com amigo, colegas de trabalhos, confraternizo e faço planos para o novo ano. O dente dói vezenquando. E abandonei a academia, que se vinga, cobrando em dobro as mensalidades. 

Gosto do silêncio da noite. Sentar e escrever. Escrever é pensar. Escrever é botar ordem, encontrar caminhos. O que um dia foi desenhar. Memórias diárias da mãe. Alguns pesadelos. As unhas roídas como sintoma de ansiedade. Recuso todos os conselhos. Minha irmã leva meu nome para benzer. Trocar fraldas, tosar o cão, limpar banheiro e fazer comprar. O banal da vida recobrindo grandes esperanças. Ao mesmo tempo, o clarão da militância, o aspiração/dever de mudar o pequeno círculo onde existo e exerço algum traço de liberdade. Quero fazer vídeos (já em processo de elaboração) e quero escrever livro didático de redação, além de curso para elaboração de tcc. O Natal chegou. Nada que devia ter resolvido o foi. Mas sigo vivo, e já pensando de mudar deste apartamento que amo, para outro que amarei mais ainda. 

Nenhum comentário: