sexta-feira, novembro 24, 2017

Ficção em tópicos e The story grid, de Shawn Coyne



MINIMALISTA
1. Pouca causalidade
2. Realidade inconsistente
3. Tempo não-linear
4. Conflito interno
5. Múltiplos protagonistas
6. Protagonista passivo
7. Final aberto

ARCO DRAMÁTICO
1. Muita Causalidade
2. Realidade consistente
3. Tempo linear
4. Conflito externo
5. Um protagonista
6. protagonista ativo
7. Final fechado

ANTIESTRUTURA
1. Coincidência
2. Realidade indeterminada
3. Tempo indeterminado
4. Conflito indeterminado
5. Protagonista indeterminado
6. Final indeterminado




Achei esse gráfico num site para escritores denominado Ficção em tópicos. Vem acompanhando de um "artigo" americano em que esse gráfico é citado. A base é o livro de Shawn Coyne, que de um modo americano ele tenta determinar uma fórmula de sucesso (assim, científica, matematicamente falando) sobre o que faz uma história funcionar (e vender) e não fazê-lo (vender, mas vender pouco). The story grid seria uma "ferramente", um "instrumental" que permitirá ao escritor corrigir-se "maximizando" a potência narrativa/artística do seu roteiro/história garantindo-lhe o sucesso comercial (e estético?). A lógica é estranha, além do que, nunca em toda minha experiência no campo da análise literária (sou formado em Letras) e cursos/leituras sobre criação do roteiro cinematográfico (sou formado como Roteirista) vi ideias neste nível, tais definições e conceitos. Não achei uma bobagem, achei inusitado. Tanto que postei aqui com link para ir ler e indicar outras "novidades". O site me parece muito bom. 

[http://ficcao.emtopicos.com/]
AQUI

Nenhum comentário: