sexta-feira, julho 07, 2017

Diamante Verdadeiro, por Cássia Eller



Robson Santos:

Originalmente, essa canção foi feita para Maria Bethânia, no ano de 1978, quando da época do lançamento do aclamado LP Álibi. É sabido por todos que a citada cantora baiana foi uma das grandes influências de Cássia Eller. Tanto que esta se reuniu a Zélia Duncan e Adriana Calcanhotto e fizeram as três um show em homenagem à Bethânia (com participação da própria). Alguém perguntou o motivo pelo qual a Cássia interrompeu a canção no início e se queixou. Era uma alusão ao modo como Maria Bethânia fica brava no palco quando há algum problema técnico de som e imediatamente se queixa e aguarda a regularização do mesmo para retomar o show. Cássia Eller também imitou algumas peculiaridades do canto de Bethânia: a extensão do s e do r, por exemplo. A divisão melódica que Cássia fez é belíssima, aproximando a canção ao estilo original concebido por Caetano Veloso: o "samba de breque". Observem o verso "do mesmo modo como é verdadeiro o diamante que você me deu". A respiração da Cássia é perfeita, com a manutenção dos intervalos daquele estilo de samba. Bom, quem viu Cássia Eller no palco sabe que Maria Bethânia fez herdeiras (em visceralidade, força cênica, energia no palco...). Viva Cássia Eller, Maria Bethânia e Caetano Veloso

Nenhum comentário: