domingo, abril 09, 2017

Paris, Texas, de Wim Wenders




Há tantas belezas neste filme de Wim Wenders, que será preciso sentar e escrever longamente a respeito. Reassisti hoje (9.4.17), via Netflix com Gabriel. Frame a frame, Paris, Texas é puro deslumbramento em luz, intenção, ritmo, sentido. A emoção contida em diálogos mínimos, a amplidão dos espaços, das cidades, os grandes silêncios. Natasha Kinski divinal. 

Nenhum comentário: