terça-feira, abril 04, 2017

Noite americana, de François Truffaut


Sentei para rever este clássico francÊs ao qual assisti há séculos em vhs. Truffaut faz um filme sobre um filme que se faz, metalinguístico e cheio de ternura por sua equipe: atores, tecnicos, produtor. A beleza e fragilidade da star interpretada por Jaqueline Bisset, no auge da beleza. Um galã idiota, uma velha atriz decadente que não decora as falas, um velho galã que traz seu amante ao set e morre num acidente enterrando a produção de um filme. No meio disso, traições, amores que se fazem e desfazem na equipe, o jogo de entrevista para imprensa, o diretor tendo que interferir em tudo, as dificuldades de filmagens de produção, crises e belezas. Uma aula de bom cinema. 


Nenhum comentário: