segunda-feira, abril 24, 2017

Ma ma, de Julio Medem


Após ser diagnosticada com câncer de mama, Magda tem que saber lidar com o casamento fracassado e com um filho obcecado por futebol. A partir de um acidente, conhece um olheiro de futebol com quem se apaixona após uma tragédia. Seu câncer torna a se manifestar e ela descobre-se grávida, tem que contar com o apoio de seu novo companheiro e do filho, ela acredita no poder de cura da menina que espera.


Muitas viradas, homens arrependidos e lágrimas incessantes. Um melodrama carregado e levado ao brega com intensão de comever, pensemos na cena do uncologista cantando no karaoke, e na cena final em que parecer formar um casal "gay" em torno da bebê. 

Nenhum comentário: