quinta-feira, outubro 27, 2016

Questionário de uma aluna, que postei no Facebook



Uma aluna do Cursinho me mandou umas perguntas sobre o que fazer às vésperas do ENEM/VESTIBULAR. Está ai abaixo minha resposta. É textão, mas é para interessados, os demais, ignorem, como costumam fazer quando o tema não é banal.

A) Quando vc fez vestibular, qual foi sua maior dificuldade? E como superou?
A única dificuldade do Vestibular foi escolher a área, a prova fiz bastante descomprometido na FSA. Não fiz cursinho e fui aprovado na primeira chamada. Sempre me sobressai em Redação e foi o que me garantiu uma boa classificação no cômputo geral. Minha dica sempre: invista em Redação.

01) Como devo me preparar, agora que falta três semanas para a prova?
Deve-se preparar aos estudos -- se sua formação foi "fraca"/deficitária -- dentro de um prazo mais longo, um ano, no mínimo. Três meses é pouco para "correr atrás do prejuízo". Mas o que se pode fazer com o prazo que tem, pelo menos na área de Língua Portuguesa, é assistir a aulas de Gramática (via Youtube ) do conteúdo que seu professor indicou com maior probabilidade (porque mais recorrente) de "cair na prova": crase, voz ativa/passiva, colocação pronominal, figuras de linguagem, uso do verbo haver, uso dos pronomes relativos, conjugação de verbo, acentuação e o fundamental de análise sintática (concordância e regência), entre outros pontos.
2) E na véspera da prova, como me preparar?
Na véspera da prova você precisa dormir bem, acordar cedo e chegar sem pressa no local da prova. Não esqueça a identidade. Leve água, chocolate e balas açucaradas. Não há outra coisa a fazer.

3) Em sua opinião, qual é o maior empecilho para que muitos vestibulando tenham certa dificuldade na sua frente?
Ansiedade. Depositar todas as espectativas numa prova. Quanto menor a ansiedade, melhor a performance do candidato. Lembrar-se de que é só um teste, de que pode acontecer milhões de imprevistos e que, diante da prova, você deve fazer o melhor possível sem se desesperar. Normalmente, alunos que fazem o vestibular pela segunda fez são mais bem sucedidos.

4) Como administrar meu tempo no dia da redação?
Faça primeiro as questões alternativas da prova e deixe a redação para segunda metade (divida as horas totais por dois). Muitas vezes a prova fornece boas informações/argumentos para você aplicar ao seu texto. Treine antes a redação e veja quanto tempo leva para fazer sua dissertação; quanto mais treino, melhor a velocidade e qualidade do texto. Não esqueça de "passar a limpo" com cuidado para a letra ficar bem legível (não a faça pequena demais). Se quem ler sua redação não entender o que escreveu, certamente lhe dará a pior nota.

5) O que deve evitar na redação?

Texto em prosa tem que ter parágrafo, então fique atento para deixar um espaço de parágrafo bem demarcado. Não faça texto blocão (a redação inteira em um ou dois parágrafos sem ponto final). É fundamental entender que é preciso colocar ponto final e continuar na mesma linha. Aliás, alterne no período frases mais curtas e mais longas, isso dá ritmo ao texto, facilita a leitura e minimiza erros de concordância. Lembre-se de que a redação é um texto formal e tem que obedecer à norma padrão, ou seja, as palavras precisam ter sentido denotativo (o sentido do dicionário, lógico, racional, conciso e objetivo). Nunca escreva "coisas"(sic) como: "o governo pisa no povo" (prefera: os governantes exploram a população; etc), não use palavras como coisa, tipo, etc. Evite a todo curto repetições, rimas, verbos duplicados (vai ajudar = ajudará, iriam descobrir = descobririam); elimine gerúndios (verbos que terminam em -NDO) sempre que puder. Mas o principal é lembrar a necessidade de articular as frases com as conjunções obrigatórias para formulação de um texto argumentativo: MAS/PORÉM/ENTRETANTO/CONTUDO/TODAVIA/NO ENTANTO; SE/CASO, JÁ QUE/VISTO QUE/POSTO QUE/DEVIDO A, EMBORA, AINDA QUE, PORTANTO, LOGO, etc. Não precisa colocar TODAS, mas é necessário usar esses elementos de articulação de forma correta, pois assim a redação será argumentativa. Não se esqueça principalmente de, no parágrafo final, fazer um resumo/recapitulação do que disse e propôr uma solução para o tema/problema debatido.

6) Um palpite do tema da redação?
Para este ano? O ódio nas redes sociais; A intolerância religiosa e de gênero; Os limites da Justiça; A imagem do Brasil; O direito à livre manifestação; A mídia como elemento de controle e manipulação político-ideológica das massas; A demonização da política.

7) Quais assuntos críticos tenho que revisar agora nessa etapa final?
Não sei, cada caso é um caso, seria preciso saber como está o seu nível de conhecimento atualmente, e não sei.

8) Em Linguagens e Códigos, existe algum macete, um jeito para economizar o tempo e eliminar pegadinhas?
Ler com atenção a pergunta e assinalar a alternativa quando souber, se tiver dúvidas, pule, e siga lendo e respondendo todas as que souber até o final. Quando chegar ao fim e tiver que voltar para primeira, responda todas as que ficaram pendentes, mesmo se tiver dúvida. Escolha uma alternativa e siga adiante (não há como parar e ficar elocubrando em torno de uma resposta, pois o tempo é curto). Esse retorno para responder é o definitivo! Quanto a pegadinhas, isso é imprevisível, a dica é: leia com atenção e vá por eliminação, indecisa entre duas respostas a serem assinaladas é melhor do que entre quatro, já que você terá duas possíveis corretas; portanto, com 50% de chances de acertar.

Boa sorte.

Nenhum comentário: