quinta-feira, novembro 19, 2015

Panaméricas de áfricas utópicas: montando um curso para Casa das Rosas

Recebi o convite para ministrar um novo curso na Casa das Rosas com o o tema "refúgio", sentei e elaborei este pré-programa para 5 encontros entre janeiro e fevereiro




Migrações, exílios e refúgios: São Paulo, Brasil e outras paragens 

Um percurso de leitura de poemas, contos e letras de canções de autores brasileiros impactados pela experiência migrante. Em cinco encontros, propõe-se realizar um percurso literário pelo sentido político, emocional e poético das migrações para São Paulo e outras metrópoles, além do sentimento do brasileiro fora de seu país e o impacto deste trânsito em sua criação. Sem descuidar do sentido estético de autores e obras investigadas, a literatura torna-se refugio, registro e abrigo dos artistas.

Programa: 1o encontro: A chegada: portugueses, africanos, italianos, alemães e espanhóis; 2o. Orientais, arábicas e judaicas paragens. 3o. O trânsito interno: os muitos sertões de Sampa.  Migração na canção popular: Gonzaga, Caetano, Gil, Chico Buarque e Chico Cesar. 4o. A imagem migrante: reflexões sobre Gaijin (de Tsuka Yamasaki); O homem que virou suco (de João Batista Andrade), A hora da estrela (de Susana Amaral) e Corações sujos (de Vicente Amorim). Portinari, Lazar Segall: olhar migrante na pintura. 5o. Milton Hatoum, Moacyr Scliar e Marcelino Freire.  Reflexões a partir de Guimarães Rosa. 

Eduardo de Araújo Teixeira, doutor em Letras pela USP, pesquisador do PACC/UFRJ (sobre periferia, literatura e cinema), roteirista e professor.

Autores a serem visitados:

“A Ilusão do migrante”, in Farewell, de Carlos Drummond de Andrade
Passaporte, de Fernando Bonassi
“Monólogo de Tuquinha Batista”, de Aníbal Machado
“Gringuinho”, Samuel Rawet
“A sociedade”, “Gaetaninho” e “Carmela”, de Antonio de Alcântara Machado
A hora da estrela (excertos), de Clarice Lispector
Rasif, mar que arrebenta, de Marcelino Freire
Amar verbo intransitivo (excertos), de Mário de Andrade
“O telhado e o violinista” (in O reino da cebola), de Cintia Moscovich
“O cavalo que bebia cerveja” (in Primeiras Estórias), de João Guimarães Rosa
“Orientação” (in Tutameia), de João Guimarães Rosa
A cidade ilhada, de Milton Hatoum


“A imagem do imigrante na literatura brasileira (ensaio), Moacyr Scliar

Filmes

Gaijin – caminhos da liberdade (1980), de Tisuka Yamasaki
Corações sujos (2011), de Vicente Amorin (baseado na obra de Fernando Moraes)
O homem que virou suco (1981), de João Batista Andrade
A hora da estrela (1985), de Susana Amaral

Pintura

Antonio Rocco – Os imigrantes

Nenhum comentário: