sexta-feira, março 27, 2015

Da janela do apartamento


Da janela do apartamento, sem cortinas, vejo se embaralhar cômodos da minha casa com a casa do vizinho, criando esse lugar nenhum de ninguém. E lá na esquina, o mosteiro de São Bento pousa circunspecto e austero, quase esmagado pelo prédio sem significado que lhe faz sombra. 

Nenhum comentário: