terça-feira, fevereiro 03, 2015

Hannah Arendt (2012), de Margarethe von Trotta


Finalmente assisti. Um filme rígido, duro, alemão e clássico até o osso. A força de Hannah. A beleza do discurso final. 

Nenhum comentário: