quinta-feira, janeiro 22, 2015

Big hero 6




Fiquei impressionado o grau de violência presentes da primeira à última cena. Os efeitos/animação primorosos. Personagens fofinhos e carismáticos, mas sem força de perdurar na memória. Mensagem pacifista num filme em que tudo explode em vingança e rancor. Cenário de videogame, aliás, cada cena parece ter sido pensada para converter Big Hero 6 em game. 

Sinto falta do desejo de transcendência (ou seja, superar o mero entretenimento banal) dos primeiros longas da PIXAR, como Procurando Nemo, Toy story, Monstros SA e Walle. 


Nenhum comentário: