sexta-feira, janeiro 30, 2015

Finding Vivan Maier, e John Maloof e Charlie Siskel


Recebi do Airton os links para o curso de fotografia do Márcio Scavone. Entrei no facebook e mandei os links para todos meus amigos fotógrafos e/ou alunos que se interessam por fotografia. REcebi mensagem do Eder Oliveira, no inbox, agradecendo e perguntando se conhecia a Vivian Maier. Num primeiro momento disse que não, depois googleando, me lembrei de ter visto uma matéria linda na TV Cultura, sobre esta babá fotógrafa. Busquei as fotos dela no Google, depois achei este documentário - Finding Vivian Maier - falando sobre a descoberta de um rapaz dos negativos/fotografias desta novaiorquina que nunca revelou uma foto em vida. Achei-o com legendas. Assisti de madrugada, no mesmo dia, estarrecido com tudo. Com a história surreal da vida de Vivian Maier, com a descoberta do garoto John Maloof, com a estética do documentário que traça uma investigação (de viés policial) sobre a vida de Vivian (que se autodenominava uma espiã), e sobre a qualidade de sua obra gigantesca e deslumbrante. Hoje fui almoçar com Mauro na Paulista, parei ali na Livraria Cultura e vi com ele detalhadamente os dois livros de fotografias de Vivian Maier. Então fechei o ciclo, de descoberta e apreensão. Falta postar as fotos aqui e fazer uma reflexão sobre sua estética. E neste procrastinar, vou avançando em conhecimento e descobertas. 


Nenhum comentário: