quinta-feira, julho 24, 2014

Para quem saber, Lucas Rios está aqui.




Segunda-feira passei umas 4 horas conversando com o meu sobrinho Lucas Rios pelo Skype. Ele finalmente me contou da viagem para Itália numa "caravana~carona" multinacional, também, de como foi parado na fronteira da Áustria (ou será da Alemanha) e se deu muito bem já falando em alemão, embora tenha pegado firme para aprender a apenas quatro meses. Diz que tudo vai bem, que está cada dia mais apaixonado por Lily e por sua família. Falou que sente saudades de todos. Que o tio-padrinho Sérgio disse coisas lindas para ele. Que fez um calor nordestino na véspera, na Áustria. Que o sogro ainda hospitalizado apresenta incríveis melhoras. Que os hospitais são ótimos. Que tudo funciona com perfeição. Que as pessoas são gentis. Que há negros fazendeiros ali perto. Que as pessoas amam e tem fascínio pelo Brasil. Que eu deveria ir lecionar na Europa, que eu tenho bagagem para isso. Disse também que está à caça de emprego, pois ser modelo, não dá. Não disse, mas percebi que ele anda bem feliz. Para mim é mais que suficiente saber que ele encontrou um caminho, e que aos 18 anos, a vida dele estende-se para além dos horizontes mais limitados. Que ele é doce, gentil, mas corajoso para ir para o mundo sem pestanejar, e diferente dos caminhos que tinha bem conhecidos aqui, sem angústia, sem sombras e sem medos. Tão diferente da pessoa "ilhada" que eu fui aos "18 anos" que não há como não sentir também reinventando a própria vida na vida de alguém que amamos tanto.


Nenhum comentário: