sábado, junho 21, 2014

Jantar, no CCBB-SP


A anfitriã, elegante e ácida, recebe um cientista brilhante e egocêntrico; uma vegetariana à primeira vista apática, mas que, na verdade, está atrás de seu marido; uma apresentadora de TV vista como mulher objeto, mas cínica e inteligente; um escritor de best-seller narcisista; um garoto de entregas que se diz ladrão de mansões, ardiloso e revoltado; e um misterioso garçom, contratado pela internet.




Fomos eu, Gabriel e Cecile nesta sexta (20.6.2014) assistir a uma comédia de uma autora inglesa. Noite fria, peça divertida e ácida. Linda performance da protagonista. Texto cruel, às vezes cabeçudo demais, que compensa no sarcasmo e humor afiadíssimo. De lá fomos para Liberdade jantar naquele restaurante japonês que gosto tanto. Foi ótimo para matar a saudade desse povo, em dias que me sinto bem triste. 


Nenhum comentário: