segunda-feira, março 31, 2014

Um comentário no Facebook sobre uma postagem


Em defesa de uma leitura superficial do texto? A "demonização" do processo de análise intelectual? Do "professor". Mais um processo de "desautorização" do profissional em benefício do fácil? O autor sempre esta com a razão? (olha que até Rosa e Clarice se disseram surpreendidos com leituras que lhes revelaram elementos até então insuspeitados por que inconscientes de seus próprios trabalhos). A ideia rasa num tempo de leituras rasas e visões rasas? Não sei se concordo. Às vezes o azul é também blue ou blues. Tristeza.


Nenhum comentário: