domingo, março 02, 2014

Clube de compras Dallas



Eletricista-caubói de torneios promíscuo e drogado descobre que está com Aids. São os primeiros anos do virus, e Rock Rudson acaba de morrer. Com imunidade baixissima chega a um hospital com o diagnóstico de um mês de vida. Consegue comprar por fora, de um enfermeiro do hospital, o AZT, droga então experimental. Mas termina por ter que contrabandear, via México, novas drogas para manter-se vivo, descobrindo que os efeitos colaterais do AZT - camuflados pela industria farmaceutica e seus lobistas - são tão ou mais nocivos que o virus. Anárquico, começa a viajar, contrabandeando drogas e vendendo para aideticos - seu Clube de compras de Dallas. Consegue com isso viver mais, lucras e confusão, pois tem que enfrentar o sistema de controle de remédios americano. Matthew McConaughey faz aquela transformação física impressionante típica de ator hollywoodiano que quer cagar o Oscar. Provavelmente ganhe. Mas o ator-rockstar Jared Leto rouba a cena, metamorfoseado numa incrível travesti, bela, meiga e autodestrutiva. Um drama humano sem histeria e bom filme de tribunal, com aquele adendo horrível: "baseado em fatos reais".



Um comentário:

Anônimo disse...

Não vi.Pelas suas observações me pareceu um Filadélfia menos sofrido. Digo, menos sentimental, talvez com um certo humor cáustico.
TH. Mendonça