segunda-feira, fevereiro 10, 2014

As harpias no Mosteiro dos Jerônimos, no Porto.



Na mitologia grega, as harpias ("arrebatadora", "rapinante", do grego ἅρπυια, harpūia, por intermédio do latimharpȳia, relacionado ao verbo grego ἅρπάζειν e ao latino rapĕre, ambos significando "arrebatar") eram filhas de Taumas e Electra. A princípio eram duas, Aelo ("a borrasca", "a impetuosa") e Ocípite ("a rápida no voo") e mais tarde seu número foi aumentado para três com Celeno ("a escura").


Nenhum comentário: