terça-feira, janeiro 14, 2014

A beleza do consumo, segundo a publicidade



O capital se apropria de tudo. Publicidade de uma revista de eletrônica de 1978 encontrada em casa. O textinho na altura da cabeça é inacreditável.

texto: "A melhor maneira de combater o sistema é estar por dentro dele.
Comece sua luta comprando um conjunto de som da gradiente.
Os amplificadores [...] são produzidos por um grupo de capitalistas extremamente lúcidos.
Quem sabe a procura só é boa quando a oferta é muito boa.
Por isso, há mais de 12 anos eles produzem equipamentos de som que oferecem o máximo de fidelidade que um contestador pode exigir (você ouve o Dylan gravado ao vivo como quem está vendo ao vivo; o Belchior gravado como quem está no estúdio).
E oferecem também uma rede de revendedores com os melhores planos de pagamento do mundo ocidental. 
Compre [...] para ouvir com perfeição as denúncias graves, médias ou agudas dos seus cantores de protesto preferidos.
Quem sabe até você acaba chegando à conclusão de que a sociedade de consumo não é tão ruim assim."

Nenhum comentário: