terça-feira, dezembro 03, 2013

Lanterna mágica, de Bergman


Lanterna mágica, autobiografia de Ingmar BERGMAN.

Namoro há tempos. Agora promoção de 50% da Cosac. Comprei na Cultura. Na companhia de Susanna, com quem almocei e bati horas de papo também tomando cafés e autobiografando a vida (eu e ela, ambos). O café foi ali atrás do Conjunto Nacional, ou na Augusta. Lindo café. Um encontro sempre feliz. 

A capa lindissíssima, simples e sofisticada. A ilha grega de Farö ao fundo, refúgio de Bergman. Capa dura. Traz um prefácio longo de Woody Allen. 

Abro aleatoriamente e caio no elogio que faz a Liv Ullmann e ao livro Mutações, que fala entre outras coisas da sua união com Bergman, sua vida em Farö. Mas já falei muito aqui das Mutações de Liv, agora quero ver a versão dele pra fatos comuns, suas angustias existenciais, o homem por trás do diretor fantástico. 

Nenhum comentário: