quarta-feira, dezembro 25, 2013

FELIZ NATAL, BABY


Não entendo o súbito rancor de tanta gente neste final de ano. Gente querida, que sempre julguei inteligente, de repente usando o Natal não para declarar-se ATEU, mas para ZOMBAR dos que tem fé/crença, como se isso tornasse cristãos/católicos/etc estúpidos ou indignos, fato que me enche de vergonha. Outros, com o velho discurso de ser invenção do COMÉRCIO, para VENDER produtos, data sem significação, sem encontro REAL de familiares ou pessoas que se amam e se queiram presentear. Se o ultraje é tamanho, que tal fazer o que faço? não dê presente, dê a presença. E se sua família, amigos, família não valem a pena, presentei-os com sua ausência, mas poupe os demais de seu rancor. Se este período não te serve ou te agride de algum modo - e você justifica por se tratar de um dia como outro qualquer (e é de fato) e todos não perceberem, a não ser você - seu ego realmente é demasiado. SE você se julga um iluminado ante um mundo de pessoas estúpidas, é você que está com um problema, mas fique tranquilo, nada que não se resolva com terapia. Na verdade, o que você realmente está precisando é de alguém que te queira próximo e que veja em você uma pessoa de algum modo especial, que te queira preparar um bom jantar, só para te fazer feliz. E quiça pense em dar-lhe algo que você mereça, sempre quis, e muitas vezes nem percebeu que desejava. Ou você precisa simplesmente se sentir querido. Talvez baby, neste Natal, você só esteja precisando mesmo é de um pouco de AMOR, essa palavrinha tão gasta nas canções mais bregas, nos poemas mais toscos, nas autoajudas mais babacas, mas que parece significativo e luminoso e fazer todo sentido quando recebemos de alguém. É o que desejo-lhe, baby, sem embrulho, fita, sem Papai Noel. Um feliz Natal.

2 comentários:

marcio_LG disse...

Oi Edu, lembre-se que os grandes poetas também se dedicaram ao amor. Porque, no fim das contas, é o que vale a pena se dedicar! Te desejo tudo de bom em 2014. Que sua vida corrida transborde em momentos de alegria, de companheirismo, de amor... E que vc consiga o tempo para contemplar um pouco a beleza da vida que você constrói. Felicidades!!

Eduardo Araújo disse...

Obrigado Márcio. Quase nao vejo a mensagem. O blog está estranho e anda considerando tudo como spamm. Te desejo as melhores alegrias e realizações em 2014.