domingo, setembro 01, 2013

A busca, de Luciano Moura



Assisti aqui quase por acaso, por que estava à mão. Vagner sempre é bom. Lima Duarte uma boa referência. Adoro a Mariana Lima. O filme tem imagens belas. Mas todos os coadjuvantes agem como se fossem autistas, diante de um paí desesperado que lhes pergunta sobre o filho adolescente que fugiu de casa e anda ao léu num cavalo. O filme não emociona. Não leva à lugar nenhum (embora seja um road movie). E de tão milimetricamente esquemático (e vazio) vai nos aborrecendo ao longo da exibição. O final, sem tensão, chega a ser absolutamente constrangedor. É uma pena, mexendo no roteiro tudo poderia ser bem melhor. Uma palavra para defini-lo: INSOSSO.

[Sinopse roubada: começa como um drama familiar tenso. Temos um pai, Theo (Moura), em conflito com a mulher, Branca (Mariana Lima), de quem está se separando, e com o filho adolescente, Pedro (Brás Moreau Antunes). O menino desaparece de casa e empreende uma viagem de fuga do universo familiar que desmorona. Ato-contínuo, Theo parte em busca do jovem e, neste momento, o filme ganha ares de thriller psicológico e suspense com os pais atrás de pistas que indiquem o paradeiro do rapaz].

Um comentário:

Anônimo disse...

Assisti cheia de expectativa mas achei o filme muito ruim. Nem cheguei ao final.
Para mim, apenas Wagner Moura se salva, como sempre ótimo.