domingo, agosto 11, 2013

Slavoj Zizek, filósofo psicanalista


Encontrei uma entrevista no Roda viva de Slavoj Zizek, filósofo e psicanalista esloveno, sujeito interessante, muito pop atualmente, hoje um dos "ditos" pensadores da contemporaneidade. O incômodo de assistir a um sujeito hiper ativo, convulsivo e cheio de tiques nervosos só colaborou para me afastar da lógica do que estava falando. Aliás, que lógica? A impressão que me passou é a mesma que tive depois de ver um filme em que ele trata do "cinema perverso": bastante confuso conceitualmente, mistura disparatadamente alhos com bugalhos, naquela linha que chamamos no Brasil de "ideias fora do lugar".  

Contudo.


Apesar da capa horrível, este filme-documental traz o sujeito analisando uma série de filmes. As análises que faz de David Linch é iluminadora, assim como alguns toques analíticos sobre Hitchcock, principalmente na questão das quedas. A seleção dos filmes que discute é ótima, vale mais do que a pena ainda que ele se perca em alguns pontos, e soe enviesado demais. 



E vem um novo documentário analítico por aí, a seleção pelo menos é ótima.

Nenhum comentário: