segunda-feira, maio 27, 2013

Vanessa da Mata no Parque da Independência

Os dois computadores mortos. Só volto a postar quando resolver o problema.

segunda-feira, maio 20, 2013

Virada Cultural 2013












Mantenho a tradição de sempre ir. Amo o tumulto da cidade. Caminho de palco em palco, mas desta vez vi pouca coisa, pois tive que vir no domingo encontrar mãe um pouco doentinha. O show do Jorge Mautner começou com mais de uma hora de atraso pois nao conseguiam arrumar o som que estava inicialmente sofrível. Do Kassin e do Domenico com Mautner o publico so teve musicas para ajeitar o som, e show mesmo foi resumido em 4 músicas, a coisa mais decepcionante do mundo para quem estava lá desde o princípio.

Encontrei-me com Bruno ainda lá, depois nos juntamos com duas amigas suas, uma de Minas e outra francesa que veio ao Brasil procurar emprego (!!!) devido à crise na França. 

O show da Gal, vi o fim, e estava lotado, mas foi lindo demais vê-la cantando feliz. 

Fui ver Magal com o Gustavo, mas estava inviável, então fui comer um Yaksoba que foi o pior que já comi em toda a minha vida. 

A vantagem agora é que moro no centro, então não preciso mais dormir na rua. Dormi no conforto do meu colchão ouvindo o fundo mil shows, mas tranquilo. Não foi aquele esgotamento intenso dos anos anteriores, mas foi ótimo.





















sexta-feira, maio 17, 2013

Cassia Eller: respondendo no youtube




Principais comentários

  • Eduardo Araújo Teixeira 
    Extraordinário, quer já assimilado por todos, ouça o original. Intérprete tem que reinventar, não emular o que já foi feito (qual o sentido de cantar igual ao modo que os Beatles cantaram, isso é coisa de cover medíocre, cantor de barzinho e festa de formatura). Artista tem que ser Deus: botar o sopro e dar vida. Quem não entende isso é ignorante, e não gostar muitas vezes é simplesmente questão de gosto individual, então por que lançar pedras?

quinta-feira, maio 16, 2013