sexta-feira, dezembro 21, 2012

As 199 palavras ou Uma apresentação



Gregos propagavam que aos quarenta trocamos de humores e sombra. Estou prestes a saber. Por enquanto atendo pelo nome de Eduardo Araujo. As palavras são do que vivo: trabalho de ler, escrever, ensinar. Contos, crítica, roteiros, alguma poesia, tudo escasso e ainda ilegítimo. Por isso publico em rede, em nuvens. Ensinar para mim é apresentação e esclarecimento das grandes e intricadas histórias (entrelinhas) dos autores (seus mistérios). Gosto de ordenar palavras num bom texto; e, quando posso, entortar a frase e o pensamento. Doutorado pela USP, professor universitário, de cursinho, realizador esporádico de cinema. Por causa disto, de gostar também de um pouco de tudo, escrevo aqui resenhas; sugestões de filmes, livros, peças, exposições, fotografia, artes de um modo geral. Tudo breve, as sempre 199 palavras e a vantagem de ser coluna curta, para não entediar possíveis leitores. No plano pessoal, pouco a dizer: não tive filhos, perdi amigos, formei pessoas, fotografo demais. De meu: muitos livros, filmes, um cão compartilhado e um blog chamado Revide. Ando gostando de viagens. Plagiário literário, reinvento-me ao escrever. Meio Brás Cubas, sinto-me estagnado, um tanto gordo, camurro. Constante nos atrasos e adiamentos. Assim, fica esse texto de apresentação de As 199 palavras.

Nenhum comentário: