quinta-feira, setembro 20, 2012

Foto de família


Esta foto é deste ano (agosto de 2012), festa de aniversário da minha irmã Márcia. Fiz questão não só de manter os olhos vermelhos, como usar um filtro para acentuar ainda mais o fato dela parecer ter sido tirada com filme Kodak. O enquadramento, a imagem, as expressões e a qualidade da imagem tem algo de tosco dos retratos dos anos 80; da imperícia e impossibilidade de descarte do "erro". Hoje, tudo brilha limpo, nítido, posado, perfeito em mil megapixels como foto de revista nos álbuns em cd das famílias. E eu agora amo aqueles imperfeitos instantâneo em Love descartável do passado. Acho que naqueles tempos família parecia mais família: as pontas arredondadas para simular delicadeza. Estão aí minha mãe, o Sérgio, a Lê e a aniversariante. Detalhe especial para cara do Pedrerico, que dá sentido a tudo o que eu falei: ao tosco, ao verdadeiro, ao amorável. Mirem como todas as mãos, braços e rostos se inclinam nesta foto meio que para sua direção, neste sentido de proteção, afeto e amor.

Acho que esta foto - com toda sua grande imperícia - fala muito daquilo que queremos imortalizar do que foi/era/é uma família: um instantâneo do sempre incapturável Amor.

Um comentário:

MarCinha disse...

Voce meu amado irmão é um dos presentes mais lindo que Deus poderia me proporcionar.Eu te amo!