sábado, julho 23, 2011

Pobre Amy


Recebi um torpedo do Djalma dizendo que Amy tinha morrido. Era uma morte anunciada, mas que me deixou estarrecido. Juro que não esperava. Imaginava que cedo ou tarde ela se recuperaria e faria novos discos incríveis como são todos os seus. Acho que tinha esquecido a capacidade que todos nós temos de nos auto-destruir. Tudo foi rápido e intenso, mas a beleza da sua voz e seu canto imortalizarão essa baranga divina, decaída e sublime: Amy Winehouse. 

Um comentário:

keli disse...

Quando soube me lembrei de vc,que sempre disse que gostava da Amy!!!
Realmente era uma morte anunciada,
tão anunciada quanto a de Kurt Cobain,ñ tinha esperanças quanto a ela,acho que ñ tenho mais crença no ser humano!!!!As pessoas ultimamente parecem ser realmente o que demonstram ser,sem nenhuma perspectiva de mudança.