segunda-feira, julho 25, 2011

Morangos Silvestres, Ingmar Bergman


Assisti ontem, de madrugada.

"A velhice como reencontro com o passado"

2 comentários:

guilherme gonçalves disse...

como eu amo esse filme!

Eduardo Machado Santinon disse...

Esse é um dos meus filmes preferidos, monstro, monstro pra caralho!