segunda-feira, abril 11, 2011

Confissao turistica


Não fiz nada, absolutamente nada, de excepcional no Rio desta vez: fui ao teatro joão caetano, ajudei jô na tese, assisti às aulas do pacc, vi o mar da janela do ônibus, encontrei o andré por acaso, barzinho e botecos chifrins, fiz um refogadinho com cenoura e batatas, fui a feira e ao mercado, tomei mineirinho, comprei um livro futil sobre hollywood, comi pastel, comi demais, comi muito bem, dormi horrores, li um quadrinho ótimo (ainda no prelo), zanzei muito sozinho pelo rio nuns bairros que não conhecia. nao choveu. nada de grandes turismos. contudo, a viagem foi tão boa, que acabando hoje (daqui a pouco) queria que perdurasse, queria não ter que voltar em voo matutino para rotina aulas-ônibus lotados-engarrafamento. queria mudar pra cá e trazer somente o estritamente necessario, uns livros, umas roupas etc. mas é tarde, manha. 

Nenhum comentário: