sexta-feira, setembro 03, 2004


Guimarães Rosa Posted by Hello

Curt Meyer-Clason

"Traduzir Rosa significa solicitar a ajuda de todas as forças da imaginaçao; colocar em campo uma tropa inteira de faculdades imaginativas; tentar aqui e acolá pregar uma peça no autor, superar-lhe num ponto e por vezes registrar uma vantagem. Em outras palavras, tenho de tentar compensar vitórias e derrotas (tanto mais que a cada passo tenho de engolir uma derrota); tenho de juntar numa conta um saldo positivo de versões superiores em alemão para ficar em condições de poder engolir se necessário trechos intraduzíveis ou soluções fracas, até mesmo falhas. Em outras palavras: tenho de pensar sempre no todo e jamais apenas na frase considerada de momento. Por este motivo, minha tradução deveria ser avaliada em bloco, da primeira à última frase composta por duzentas mil palavras, e não com base em amostragens, catadas ociosamente aqui e ali, pois tampouco o original permitiria que depois de algumas páginas alguém dissesse: gosto ou não gosto. Minha versão também é poesia, ou melhor, pretende ser poesia"

Curt Meyer-Clason (tradutor de João Guimarães Rosa)


in CORRESPONDÊNCIA COM SEU TRADUTOR ALEMÃO (1958-1967)
Ed. Nova Fronteira e UFMG, Belo Horizonte, 2003.